BIOGRAFIA

Página
images

FRANCISCO BOLONHA, Arquiteto e UrbanistaFonte: http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/07.080/276-> 1923 – Nascimento de Francisco Bolonha em 03 de junho. Belém, Pará

 

 

 

 

 

 

 

 

-> 1923 – Nascimento de Francisco de Paula Lemos Bolonha em 03 de junho. Belém, Pará

– Saiu da cidade natal ainda criança e já com intenção de se formar arquiteto.

– Na juventude tinha uma personalidade extrovertida e falante, época em que cursou a Academia Nacional de Belas Artes (colocar data), mais tarde o amadurecimento o distanciou dessa personalidade assumindo um perfil contido e discreto.

-> 1940 – Ingressa na Escola Nacional de Belas Artes, para cursar Arquitetura

– Durante os anos de graduação dividia-se entre o curso durante o dia e o estágio a noite com arquitetos de renome como Lucio Costa , Aldari Toledo, Jorge Moreira, Oscar Niemeyer, Affonso Eduardo Reidy e Burle Marx .

-> 1945 –  Formatura na primeira turma da Faculdade Nacional de Arquitetura da Universidade do brasil.

-> Durante os anos de graduação e após sua formatura estagiou com arquitetos de renome como Lucio Costa , Aldari Toledo, Jorge Moreira, Oscar Niemeyer, Affonso Eduardo Reidy e Burle Marx .

Fonte: http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/07.080/276

FONTE ANDRADE JUNIOR – ARAXÁ, MG – Fonte: http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/07.080/276

 

 

 

 

 

 

 

-> 1947 – Publicação de projeto em parceria com Burle Marx – A fonte de água sulfurosas Andrade Junior, foi escolhida para ilustrar a revista Architectural Fórum.

-> 1948 – Publicação de seu projeto, em parceria com os colegas de faculdade, para o concurso do Jóquei Clube do Rio de Janeiro, na capa da revista L´Architecture D´Aujourd´Hui.

-> A Primeira fase da obra de Francisco Bolonha está bem próxima da arquitetura produzida por Lúcio Costa e possui uma linguagem formal e mais próxima da Escola Carioca. Seu trabalho foi se desenvolvendo a medida que inseria em seus projetos volumes distintos e altos pés-direitos, garantindo espaços com bom fluxo e reciprocidade visual.

-> Sua obra chega a ser considerada uma reinvenção da obra de Le Corbusier, pois adota os mesmos cinco fatores constituintes da edificação: Pilotis, Planta Livre, Fachad Livre, Janela Corrida e Terraço Jardim e ainda o uso de brise-soleil como um elemento plástico e funcional do conjunto.

-> Francisco trabalhou no desenvolvimento do conjunto habitacional Pedregulho – parceria com Eduardo Reidy e Carmem Portinho – e também nos conjuntos residênciais Vila Isabel (1955) e Paquetá (1952). Este último é considerado um marco na experiência brasileira com projetos destinados a habitação social. (inserir foto)

-> 1952 – Projeto do Jardim de Infância Ernestina Pessoa, localizado no Parque Moscoso em Vitória, ES.

-> Entre 1946 e 1959, Bolonha desenvolveu também projetos para residências as quais os clientes se tornavam seus amigos, ao final dessa época começou a se dedicar mais a projetos públicos, já que se tornou funcionário do Distrito Federal, os projetos eram destinados escolas, hospitais, conjuntos habitacionais e sedes para setores de serviços.

-> Ao final dessa fase a obra de Francisco Bolonha, começava a perder as características que marcaram suas obras, como a integração de painéis artísticos ao edifício, e iniciou-se assim uma segunda fase mais racional e metódica inserindo volumes mais fechados e menos transparências ao edifício.

-> 1960 – Assumiu a direção do Departamento de Construções e Equipamentos Escolares

->Nesse período foram construídas mais de 242 escolas, possibilidade gerada a partir da modulação estrutural acompanhada de regras de simetria e o equilíbrio na distribuição espacial, tudo dentro de um único volume.

-> Foram trabalhados cinco padrões para edifícios escolares, somente sendo alterados de acordo com as características do terreno.

-> 1963 a 1965 – Trabalhou como consultor da Companhia Estadual de Telefones da Guanabara (CETEL)

-> 1966 a 1967 – Atuou no Banco Nacional de Habitação, na divisão de Programas e Projetos

-> É a única época em que Francisco desenvolveu projetos de urbanismo. O projeto mais representativo dessa época é o núcleo habitacional em Salvador, com mais de 4000 moradias.

-> 1968 a 1970 – Era funcionário das empresas Bloch e consultor pessoal de Adlph Bloch, na aquisição de obras de arte.

-> Década de 70 – Desenvolveu projetos na área das telecomunicações, sendo consultor da TELEMIG e para a TELEBRÁS, quando projetou o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Campinas.

-> 2006 – Faleceu aos 83 anos, no dia 30 de Dezembro.

Nos últimos anos de trabalho Bolonha tornou-se ainda mais introspectivo e reservado. Defendia que o reconhecimento de sua obra deveria ocorrer através de suas qualidades e não somente através de divulgação. O arquiteto conseguiu se afastar da imagem mitificada dos arquitetos da época, do conceito de que a criação era derivada de um passe de mágica e humanizou a profissão definindo-a como uma atitude política e existencial.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s